No extremo norte de Portugal, encontra-se uma vila repleta de tradições e cultura: Melgaço. Afinal, o que oferece em concreto este lugar? O que é que se pode esperar de uma estadia em Melgaço?

Veja a resposta a estas e outras curiosidades neste artigo.

Melgaço: onde fica

Melgaço é uma vila raiana, pertencente ao distrito de Viana do Castelo, no Norte de Portugal. Esta vila pertence ainda à sub-região do Alto Minho. 

Melgaço: o que visitar

Desde museus, castelos, pontos religiosos de relevo ou espaços naturais, Melgaço tem diversos locais a visitar, e que prometem uma experiência enriquecedora. 

  • O Castelo de Melgaço é um dos pontos principais. Construído por D. Afonso Henriques, este local oferece uma vista pelas várias localidades vizinhas, e visitar ainda um espaço museológico com a história da região. 

  • No que toca a museus, o Espaço Memória e fronteira é um sítio onde é possível fazer uma viagem pela história recente de Melgaço, e por questões como o contrabando ou a emigração.
  • O percurso marginal do rio Minho inicia-se junto à igreja matriz e misericórdia de Melgaço e segue-se um passadiço pela encosta do rio. Este percurso pretende dar a conhecer as vistas e a natureza desta região.
  • A Igreja Matriz de Melgaço é uma das principais atrações. Também chamada de igreja de Santa Maria da Porta, data de 1187 e tem uma característica arquitetónica única – um lobo no portal exterior. 
  • Na praça da república encontra umas ruínas arqueológicas, onde é possível observar um fosso medieval. É possível observar nas ruínas armas de arremesso da época e até vestígios de uma antiga fortaleza. 
  • Na aldeia do Rodeiro, em Castro Laboreiro, é possível encontrar os encantadores moinhos e a cascata do Rodeiro. Este espaço natural conjuga um moinho, uma lagoa e uma cascata, que prometem um bom mergulho e um momento de contacto com a natureza único. 
  • As frechas do malho, também conhecidas como poças do malho, são um conjunto de quatro cascatas e quatro lagoas. Estas quedas de água advêm do rio Laboreiro, e ficam a cerca de seis quilómetros da aldeia de Pontes. Estes locais não são indicados para mergulhar, mas oferecem vistas deslumbrantes. 
  • Rodeado de jardins belos e de vegetação, as termas de Melgaço são um ponto de referência. Este parque termal, que está em requalificação, conta com as águas termais do peso, conhecidas por serem terapêuticas para doenças do aparelho digestivo e respiratório.

Para além destes lugares, existem muitos outros igualmente deslumbrantes, que Melgaço tem para oferecer aos seus visitantes.

Melgaço: o que fazer

Para além dos vários edifícios históricos e monumentos, Melgaço oferece uma fauna e flora únicas. A integração no Parque Nacional da Peneda-Gerês faz com que seja possível um passeio por diversos espaços deste único parque nacional, começando a visita pela Porta de Lamas de Mouro.

No centro da Vila pode visitar locais que se prendem com a identidade de Melgaço, como:

  • Solar do Alvarinho

Neste espaço renovado pode degustar o típico vinho Alvarinho, bem como saber mais sobre a história deste tipo de vinho.

  • Museu do Cinema

O museu do cinema Jean-Loup Passek, onde é possível ver o espólio doado por este cineasta. Jean-Loup era francês, e através da amizade com emigrantes portugueses começou a desenvolver interesse pela região, começando a visitá-la e a envolver-se cada vez mais com a comunidade. 

  • Espaço Memória e fronteira

Neste local pode-se ficar a conhecer mais sobre o percurso complexo e sofrido das famílias que emigraram para procurar uma vida melhor.

  • Castelo de Castro Laboreiro

Classificada como monumento nacional, a antiga fortaleza de Castro Laboreiro situa-se a 1033 metros de altitude. Esta é uma antiga fortificação medieval, onde os visitantes podem encontrar restos de muralhas, uma torre de mensagem e uma cisterna antiga. 

Melgaço: aventuras radicais 

Melgaço é um dos melhores sítios para aventuras radicais, como a prática de rafting, rappel, Canyoning, canoagem ou trilhos terrestres. é considerado o “destino de natureza mais radical de Portugal”.

Para tal, existem espaços ligados à área, como é o caso da Melgaço Radical, que providencia diversas atividades radicais, com a segurança como enfoque principal. 

rafting rio minho portugal

Água 

Canyoning no Rio Minho: O canyoning consiste na descida de um rio com desníveis acentuados. O percurso é feito a caminhar, a nado, ou a mergulhar. A descida dos desníveis é feita através de técnicas de rappel e de escalada, com o recurso a cordas. 

Canoagem: A prática de canoagem dá-se com a descida das correntes de um rio numa canoa, a solo ou em grupo. Existem vários níveis de dificuldade consoante a força das águas do rio. 

Hidrospeed: No hidrospeed, os praticantes descem um rio, onde contornam obstáculos apoiados numa prancha individual. O praticante dá impulso com o recurso a barbatanas nos pés, e a sua prática é feita em grupos de seis a oito pessoas. 

Rafting no Rio Minho: Feito em grupo, o rafting consiste em descer correntes de um rio, em botes insufláveis (rafts). Esta atividade é repleta de adrenalina e ralizada no rio Minho.

Terra/Ar

Salto pendular: Na ponte internacional Peso-Arbo, que tem uma altura de 30 metros, os integrantes desta atividade saltam desta ponte, suportados por cordas. A queda livre é feita para o vazio, enquanto que depois dá-se o movimento em forma de pêndulo. 

Rappel Suspenso: A prática de rappel suspenso dá-se com o recurso a cordas e outros equipamentos de descida, e são utilizadas técnicas de alpinismo. A descida é feita sem o apoio de uma parede. 

Na Melgaço Radical pode encontrar profissionais qualificados que o ajudam na prática de uma panóplia de desportos de aventura, sempre com a diversão e segurança em primeiro lugar. 

Brandas e inverneiras 

As brandas e inverneiras são locais típicos da região de Melgaço. As brandas eram os locais para onde os pastores iam no verão, e nos meses de inverno mudavam-se para as inverneiras. 

Atualmente, é possível visitar estes espaços e ficar a saber mais sobre a história da região, enquanto se aproveita as belas paisagens que este local proporciona. 

  • Existente desde o século XII, a Branda da Aveleira localiza-se na entrada do Parque Nacional da Peneda-Gerês, onde representa o modo de vida e as tradições da época. 
  • Típica da região de Castro Laboreiro, a Branda dos Portos está a cerca de 1100 metros de altitude, no planalto do Castrejo. Os seus campos, destinados à pastagem e à produção de feno podem ser observados, assim como uma vista sobre a serra da Peneda . 
  • A Aldeia de Pontes, a apenas 1 km da fronteira com Espanha, é uma inverneira, ou seja, um aglomerado de casas onde as populações iam passar os meses de inverno. Estas casas foram reconstruídas e utilizadas para turismo rural, sendo intituladas de inverneira de Pontes. 
  • A inverneira de Bago de Baixo localiza-se no vale do rio Laboreiro. O sítio onde a inverneira está permite que quem a visita veja a incrível paisagem sob o rio Laboreiro. 

Melgaço: onde comer

Melgaço tem uma gastronomia rica e única. Com pratos típicos como cabrito ou bacalhau, existem diversas opções de qualidade, onde se pode desfrutar em pleno do que o concelho tem para oferecer a nível gastronómico.

De entre os vários restaurantes disponíveis na região de gastronomia regional destacam-se alguns como:

  • Adega Sabino: Cabrito e o bacalhau à Sabino são os pratos de destaque;
  • Cantinho do Adro: O prato principal é o cozido à portuguesa e o bacalhau à cantinho; 
  • Restaurante Jardim: Neste restaurante o bacalhau e o cozido à portuguesa são os destaques;
  • Restaurante a Lanterna: Com a cozinha regional como chamariz, o polvo à lagareiro e o cabrito são os que mais se destacam. 
  • Miracastro – Restaurante Castro Laboreiro: Quem visita Mlegaço tem obrigatóriamente de conhecer e vistar Castro Laboreiro, região do famosos cão com o mesmo nome. Aqui a visita ao restaurante Miracastro é imprescendível, tal como provar o famoso bacalhau de broa considerado o melhor do mundo. 
miracastro restaurante castro laboreiro bacalhau com broa
Miracastro Restaurante – Castro Laboreiro

O mítico alvarinho, típico desta região, é ainda um pilar importante no mundo gastronómico de Melgaço. 

Melgaço: Segredos e Curiosidades

Melgaço tem uma vasta história, bem como tem um vasto leque de lendas associadas ao misticismo, e outras curiosidades que intrigam quem quer conhecer mais sobre a região. 

  • A alumiada a São Tomé é o ato de alumiar a São Tomé. Esta tradição que passa de geração em geração acontece a cada dia 20 de dezembro, onde os habitantes de vários sítios do concelho acendem nas ruas uma fogueira, e entoam três frases associadas ao santo. 
  • As pesqueiras do rio Minho são um marco importante na identidade cultural de Melgaço. Estas estruturas em pedra, onde os pescadores sobem para puxar as redes de pesca são do tempo dos romanos. 
  • “Viúvas de vivos” era o nome dado às mulheres que viam os seus maridos emigrar. Estas vestiam-se de negro, de forma a exprimir a dor da ausência dos seus entes queridos, dando origem ao traje mais típico das mulheres de Castro Laboreiro.

  • Os Farrangalheiros, em Castro Laboreiro, são uma tradição do Entrudo ou também chamado Entroido e é uma das festas mais participadas na freguesia. Esta festa conta com bailes e pessoas mascaradas, que saem às ruas com as roupas típicas e as caras tapadas com panos de crochê, destacando-se o garruço – um chapéu de cartão decorado com fitas e enfeites. 

Qual é a melhor época para visitar Melgaço?

Qualquer altura do ano é indicada para visitar Melgaço. No entanto, existem ocasiões onde se torna ainda mais enriquecedor visitar o local. Por exemplo, em abril, existe a Feira do Alvarinho e do Fumeiro, a Melgaço em Festa, que acontece em agosto, ou em novembro a Festa do Espumante. 

Quais são os principais eventos culturais em Melgaço?

A zona de Melgaço é repleta de festas e tradições, que acontecem ao longo do ano. Estas celebrações pretendem assinalar o património do concelho. De entre os diversos eventos destacam-se:

  • Melgaço em Festa: No mês de agosto, o Melgaço em Festa anima a vila e promove aos seus visitantes com atividades como momentos musicais, cortejos etnográficos ou exposições.
  • MDOC – Festival Internacional de Documentário de Melgaço: Entre julho e agosto. O MDOC pretende dar visibilidade ao cinema etnográfico e social, através da mostra de filmes que tocam em temas sobre a sociedade, e problemáticas relacionadas com questões sociais e culturais.
  • Festa do Alvarinho e do Fumeiro: Este certame realiza-se em abril, e o alvarinho e o fumeiro são a principal atração. Os participantes no evento podem ter acesso a tasquinhas, artesanato, showcooking, bem como podem ter contacto com produtores dos dois produtos. 

Como posso chegar a Melgaço a partir do Porto/Lisboa?

Melgaço é uma vila com bons acessos, onde através de vários meios de transporte – carro, autocarro ou comboio é possível ter acesso a cidades como Lisboa ou Porto. 

Se quiser ir de Melgaço para o Porto de carro pode fazê-lo num percurso de 160 km, através da autoestrada. Existem ainda as opções de autocarro ou de comboio a partir de Valença, com um total de mais de três horas de viagem. 

Como destino final Lisboa, a opção mais rápida é de comboio (a partir de Valença), que tem uma distância de sete horas e cinco minutos. Existe ainda a possibilidade de ir de autocarro, numa viagem que demora cerca de sete horas e trinta minutos. 

São várias as empresas de transportes de autocarro que operam de um destino para o outro, onde os preços são variáveis. 

Quais são os pratos típicos da gastronomia de Melgaço?

A gastronomia em Melgaço é um dos pontos fortes da região, sendo uma importante atração para quem está de passagem por aquele sítio. Os pratos típicos deste local advêm essencialmente de matéria prima desta região. 

Enchidos, caldo verde, bife de presunto, cabrito assado no forno, lampreia do rio Minho e alvarinho são os principais produtos gastronómicos da zona. 

Pela vila é possível encontrar diversos restaurantes de gastronomia regional, onde os pratos principais se baseiam em receitas típicas. 

Melgaço é adequado para viagens em família?

Sim. Pela vasta variedade de atividades a fazer, e pela tranquilidade que a vila oferece, Melgaço é sem dúvida um lugar ideal para uma viagem em família.

Também a facilidade de acessos à vila são um fator determinante para uma viagem cómoda em família. 

Conclusão 

A Vila de Melgaço assume-se como um destino turístico rico em monumentos e eventos culturais, que visam promover os produtos e o património cultural da região, e com uma gastronomia rica, onde restaurantes típicos não faltam.

Este local também apresenta uma riqueza natural única, tornando Melgaço um dos melhores destinos para desportos radicais. 

Com acessos a Lisboa e ao Porto,  Melgaço fica acessível a qualquer pessoa, fazendo deste um destino ideal para umas férias em família ou a solo. 

Descubra a Emoção Sem Limites – A Sua Aventura Começa Aqui!

Com mais de duas décadas de experiência, a Melgaço Radical destaca-se como uma referência incontestável em desportos de aventura e atividades na água, em terra e ao ar livre no Rio Minho e em Portugal. O nosso ícone, o rafting no rio minho, não é apenas uma atividade; é uma experiência transformadora que atrai milhares de aventureiros, nacionais e internacionais, à região pitoresca de Melgaço.

Mas a nossa paixão pela aventura não se limita ao rafting. A Melgaço Radical é sinónimo de diversidade e inovação, oferecendo uma ampla gama de atividades como canyoning, canoagem, hidrospeed, rappel, slide, salto pendular e caminhadas.

Venha experimentar a emoção e a beleza de Melgaço – onde a aventura nunca termina!

Partilhe Conhecimento
pt_PT
Iniciar Chat
1
Scan the code
Olá. Gostaria reservar uma atividade?